Categoria de Base

01.11.2017

Under My Wing faz sucesso no Toro Loko

Equipe Sub-15, que conquistou resultados expressivos este ano e está na semi do Paulista, tem oito jogadores que vieram do projeto

Não é por acaso que as categorias de base do Red Bull Brasil ganham a cada ano que passa mais notoriedade e realiza campanhas significativas nos torneios que disputa. O trabalho para que isso aconteça e se torne recorrente começa lá atrás, com a observação e acompanhamento dos jovens talentos. E é justamente por isso que o Under My Wing existe.

O projeto existe desde 2014 e hoje conta com a participação de cerca de 150 garotos, nascidos entre os anos de 2004 e 2007. Depois de aprovados, os garotos treinam duas vezes por semana em Campinas ou São Paulo, acompanhados por observadores técnicos do Toro Loko. Quando eles completam 14 anos, já podem ficar alojados no Centro de Formação de Atletas, em Jarinu, e treinar normalmente no clube.

E, apesar do pouco tempo de existência do projeto, o Red Bull Brasil já vem colhendo os frutos. Prova disso é a equipe Sub-15, treinada por Gustavo Almeida, que neste ano conquistou resultados expressivos em todas as competições que disputou e que ainda pode ser campeã do Campeonato Paulista.

Na Holanda, a equipe foi vice-campeão do Torneio de Marveld, que tem a participação de grandes clubes da Europa, como Real Madri, Ajax, Benfica e Borussia Dortmund e campeã do OSM´75 de forma invicta. Além disso, os garotos foram vice-campeões da Base Brasil 2020, que teve a participação dos principais times do país. E, pela primeira vez na história, o Red Bull Brasil levantou o troféu de campeão do Next Generation Trophy, campeonato organizado no Centro de Treinamento do Red Bull Salzburg.

E basta olhar o elenco do time Sub-15 para comprovar a eficiência do projeto. O treinador Gustavo Almeida conta com oito jogadores que vieram do Under My Wing. São eles o goleiro Leonardo, o lateral e zagueiro Felipe Schultz, os meias Guilherme Fontes e Pedro, e os atacantes Bruno e Eduardo. Vale lembrar que Bruno e Schultz nasceram em 2003, o que significa que eles atuarão também no Sub-15 no ano que vem.