Campeonato Paulista 2018

17.01.2018

Toro Loko empata na estreia

Red Bull Brasil fica com um a menos durante quase toda a etapa final, mas garante um ponto

Na estreia do Campeonato Paulista, o Red Bull Brasil teve chances de abrir o placar e soube sofrer nos momentos complicados. No fim das contas, nada de gols e um ponto na conta diante da Ferroviária, no Moisés Lucarelli.

“A gente fez um bom jogo em linhas gerais. Controlamos bem, mesmo depois a expulsão. O time apresentou um espírito de sacrifício. Estou satisfeito pela performance, mas não pelo resultado”, disse o técnico Ricardo Catalá.

Julio Cesar foi o primeiro jogador do Toro Loko a trabalhar. O goleiro fez duas boas defesas nos primeiros 15 minutos e, a partir daí, viu o time crescer.

Aos 18, Edmilson foi lançado na área, chegou antes do goleiro e sofreu a penalidade. Na cobrança, Tadeu se redimiu e pegou em seu canto esquerdo.

Matheus Oliveira teve mais duas oportunidades de abrir o placar e acabou errando por muito pouco.

O gol estava amadurecendo, mas logo no primeiro minuto da etapa final o árbitro mostrou o cartão vermelho para Rodrigo Andrade.

Com um a menos, o Red Bull Brasil recuou as suas linhas, apostou nos contra-ataques e, mesmo com dez, teve as melhores chances.

Na mais clara delas, Eder Luis avançou, cortou para dentro e chutou. A bola desviou e enganou o goleiro, que conseguiu dar um tapa antes de a bola cruzar toda a linha.

A equipe volta a campo no próximo domingo, contra o Santo André, às 19:30, no Estádio 1º de Maio, em São Bernardo. “Vamos observar o adversário e tentar aproveitar as falhas deles, mas essa é a nossa identidade: buscando o gol e sendo ofensivo. É assim que acreditamos que o futebol deve ser praticado”, completou Catalá.

 

FICHA TÉCNICA

Red Bull Brasil 0 x 0 Ferroviária

Local: Moisés Lucarelli, em Campinas

Árbitro: Vinicius Gonçalves Dias de Araújo

Público e renda: 376 / R$ 8.140

Cartão amarelo: Bruno Silva (Ferroviária)

Cartão vermelho: Rodrigo Andrade (Red Bull Brasil)

 

Red Bull Brasil: Julio Cesar; Nininho, Ewerton Páscoa, Tiago Alves e Breno Lopes; André Castro, Maylson e Rodrigo Andrade; Matheus Oliveira (Deivid), Tatá (Eder Luis) e Edmilson (Ricardo Bueno)

T: Ricardo Catalá

Ferroviária: Tadeu; Alisson, Luan, Élton e Daniel Vançan; Bruno Silva, Íkaro (Eliandro) e Élvis (Moacir); Léo Castro, Hygor e Welinton Junior (Marco Damasceno)

T: PC Oliveira