Copa Paulista

28.08.2016

Suado! Sob sol forte, Toro Loko bate o Paulista

Red Bull Brasil vence por 2 x 0, com gols de Erik e Willian Rocha e sobe para o segundo lugar

O Red Bull Brasil teve um desafio duplo na manhã deste domingo. Foi a Jundiaí para encarar o Paulista e o sol forte. Sem problemas. Passou pelos dois com uma boa vitória por 2 x 0.

Os gols de Erik e Willian Rocha colocaram o Toro Loko na segunda posição do Grupo 3 da Copa Paulista, com 16 pontos, ultrapassando o Bragantino – mesmo com um jogo a menos.

“A gente tem conversado bastante sobre postura e atitude. As circunstâncias adversas acontecem sempre e hoje foram gritantes, mas o time teve essa atitude para fazer o jogo dentro do que era possível e conseguir uma boa vitória”, disse o técnico Mauricio Barbieri.

O comandante ainda aproveitou para destacar a importância do elenco. Pedro Naressi entrou de última hora na vaga de Nando Carandina, e Willian Rocha veio do banco para marcar o segundo gol.

“Foi a estreia do Pedro e, mesmo sabendo em cima da hora, contribuiu para o gol e ajudou a equipe durante todo o jogo. O Willian veio do banco e fez o gol. É bom para manter todo mundo alerta. Quem está fora, porque a oportunidade não avisa quando vai chegar, e quem vem jogando, porque sabe que um companheiro vem bem”, concluiu.

O time campineiro volta a campo no próximo domingo, também às 10h, contra o Juventus, na Rua Javari.

 

O JOGO

O dia tinha tudo para ser complicado. Sol forte em Jundiaí, gramado que já viveu dias melhores e, antes mesmo de a bola rolar, Nando Carandina foi vetado com um desconforto estomacal.

Mas, quando a bola rolou, o Red Bull Brasil passou por cima de tudo isso. Soube chegar junto quando precisou e também conseguiu criar chances com Branquinho e Denner, que acabaram parando no goleiro.

Iago, contudo, não conseguiu frear todos os ataques do Toro Loko. Aos 38 minutos, Pedro Naressi, que entrou na vaga de Nando, deu lindo passe para Erik abrir o placar.

Mesmo com a temperatura lá em cima, o time campineiro conseguiu manter uma intensidade alta dentro de campo. Quem também esteve lá no alto foi Willian Rocha. O zagueiro aproveitou cobrança de escanteio e subiu no terceiro andar para ampliar de cabeça.

Sem a necessidade de se abrir, o Red Bull Brasil atacou só na boa e ainda quase ampliou com Wellington Rato, de cabeça. O jogador até reclamou que o goleiro do Paulista fez a defesa depois que a bola havia cruzado a linha, mas o juiz não foi na dele. Acabou não fazendo diferença. A vitória por 2 x 0 estava assegurada.

 

FICHA TÉCNICA

Paulista 0 x 2 RED BULL BRASIL

 

Local: Estádio Jaime Cintra, em Jundiaí

Árbitro: Edson Alves da Silva

Público e renda: 380/R$ 2.825

Cartões amarelos: Gabriel (Paulista); Pedro Naressi, Garrido e Igor Sartori (RED BULL BRASIL)

Gols: Erik (38/1T) e Willian Rocha (16/2T)

Paulista: Iago; Gabriel, Renato, Branquinho e Douglas; Léo, Chico (Ezequiel) e Fábio Gomes; Gindre (André), Ariel (Alan) e Michel

T: Stelio Metzker

RED BULL BRASIL: Saulo; Bruno Ferreira, Garrido (Willian Rocha), Marcos Vinícius e Guilherme Lazaroni; Pedro Naressi, Denner (Gabriel Silva) e Branquinho; Bruno Alves (Wellington Rato), Erik e Igor Sartori

T: Mauricio Barbieri