Categoria de Base

02.04.2016

GAROTOS SE DESPEDEM DE BELO HORIZONTE

Sub-15 e Sub-17 perdem para o Atlético-MG no último dia de amistosos na capital mineira

As categorias de base se despediram neste sábado de Belo Horizonte com derrotas para o Atlético-MG. Os resultados (1×0 e 3×2) não foram os esperados pelo Red Bull Brasil, mas o importante é ter certeza que nossos garotos estão no caminho certo. Agora o foco é total na disputa do Campeonato Paulista.

Assim como contra o Cruzeiro, o Sub-15 saiu atrás do placar. Em jogada de contra-ataque pelo lado esquerdo, Rodrigo cruzou no bico da pequena área e Moreira, contra, desviou para o gol: 1×0. Mas não demorou muito para o Toro Loko equilibrar novamente a partida. Matheus Bispo recebeu na área, girou e bateu para a defesa do goleiro adversário. A resposta dos donos da casa veio novamente com Rodrigo, que após ser lançado em profundidade bateu cruzado e levou perigo ao gol de Vinicius. Nosso goleiro, aliás, salvou o Red Bull Brasil no lance seguinte ao defender chute de primeira de Gustavo.

“A gente conseguiu confrontar de igual para igual. No final do jogo sentimos um pouco mais e não chegamos tanto. Controlamos mais a bola no campo de ataque, jogando nos espaços certos. O próximo passo é que a posse se transforme em mais chances e finalizações. A viagem foi muito positiva, com três jogos de alto nível que enriquece o aprendizado dos meninos”, afirmou o treinador Gustavo Almeida.

O segundo tempo começou com a equipe comandada pelo técnico Gustavo Almeida melhor na partida e ocupando mais o campo de ataque. A primeira chance veio com Juliano, que foi lançado e chutou para boa defesa do goleiro. A segunda com Luis Phelipe, que recebeu na área, driblou e bateu, levando perigo. João Arthur ainda tentou empatar, mas a zaga chegou em cima da hora e travou a batida. No fim, derrota por 1×0 e fim da invencibilidade em Belo Horizonte.

 

O Sub-17 tomou dois sustos logo de cara. Em bola cruzada da direita, Felipe bateu de primeira e exigiu defesa impressionante de Belli. Mas o goleiro não pôde fazer nada minutos depois, quando após cobrança de escanteio, o Atlético-MG abriu o placar. Sem se abater, o Toro Loko empatou na sequência. Bocchio recebeu na área de Wagner e cruzou para Martinelli marcar. O meia também quase fez o segundo ao chutar de fora da área.

Os donos da casa voltaram com algumas alterações. Uma delas foi a entrada de Alerrandro, que dominou na área e bateu para recolocar o Galo em vantagem: 2×1. Marcelo, de fora da área, tentou por duas vezes, mas em ambos os chutes a bola passou por cima. Melhor na partida, o Toro Loko foi recompensado com o gol de empate de Lucas, que converteu penalidade com categoria. E a equipe ainda teve chances para virar, com Igor, Marcelo e Azarias, que levaram perigo ao gol adversário. Quando o jogo se encaminhava para o fim, Alerrandro fez bonita jogada para desempatar novamente e dar números finais ao jogo: 3×2.

“Foi um jogo de altíssimo nível. Exercemos nosso jogo, mas precisamos melhorar a relação de número de chances criadas e transformá-las em gol. É um volume alto, e acabamos ficando vulnerável, pela maneira como a gente ataca. O saldo é muito bom, enfrentamos times de primeira divisão e conseguimos jogar de igual para igual. Mas sabemos que temos o que evoluir, pois esse é o caminho”, analisou o técnico Christian Tudisco.