Principais Notícias

16.01.2017

Cacau elogia estrutura do CFA

Nascido no Brasil, atacante defendeu a seleção alemã e visitou as dependências do Toro Loko

O Red Bull Brasil recebeu uma visita ilustre. Nascido no Brasil, mas com brilhante carreira no futebol alemão, o ex-atacante Cacau veio a Jarinu para conhecer as dependências do Centro de Formação de Atletas.

“Fiquei surpreendido. É uma estrutura excelente a nível nacional, que dá todas as possibilidade para o jogador se concentrar apenas no futebol. Eu brinco que, assim, não tem desculpa para não jogar. O Red Bull Brasil tem um projeto ambicioso, mas muito bem feito”, disse Cacau.

Com 35 anos de idade, o agora ex-atacante – ele se aposentou no fim do ano passado – está estudando para assumir uma nova função no futebol. Vai trocar os gramados pelo trabalho administrativo.

“Encerrei minha carreira no ano passado e estou estudando gestão do esporte na Alemanha. Estou me preparando para essa nova função, mais administrativa. Até por isso, é bom visitar os clubes, para conhecer como as coisas funcionam e poder aprender. Essas experiências são importantes para mim”, comentou.

Cacau deixou o Brasil com 18 anos, depois de passagens pelas categorias de base do Palmeiras e do profissional do Nacional. Se em sua terra natal as chances não vieram, na Alemanha, ele brilhou. Defendeu o Stuttgart por mais de dez anos, time em que conseguiu ganhar um título nacional (2006/07), e foi convidado para vestir as cores da seleção alemã.

Tirou a nacionalidade do país europeu e foi convocado a disputar a Copa do Mundo de 2010. Na competição, balançou a rede uma vez, na vitória por 4 x 0 sobre a Austrália, e ajudou a Alemanha a terminar na terceira posição.

“Eu vivi metade da minha vida no Brasil e a outra metade na Alemanha. Por enquanto, continuo na Europa, as crianças estão na escola e adaptadas, mas tenho portas abertas nos dois países. Para o futuro, estou aberto aos dois”, completou Cacau.