Categoria de Base

21.04.2017

Sub-15 goleia, e Sub-17 perde para a Ponte

Equipe de Gustavo Almeida venceu por 5x1, e de Christian Tudisco derrotada por 1x0

Os times Sub-15 e Sub-17 do Red Bull Brasil fizeram nesta sexta-feira partidas contra a Ponte Preta, em Pedreira, pela terceira rodada do Campeonato Paulista. A equipe de Gustavo Almeida manteve a campanha irretocável até agora e goleou por 5×1 para seguir na liderança do Grupo 5. Já o time comandado por Christian Tudisco não teve a mesma sorte e foi derrotado por 1×0. As duas equipes voltam a campo dia 29, em casa, contra o Mogi Mirim.

O time Sub-15 começou a partida ligado no 220 e impondo um ritmo forte sobre o adversário. Tanto que, com 10 minutos, a equipe já havia criado duas oportunidades de gol, com Juan, que recebeu em profundidade e bateu na rede lateral, e com Rafael, que saiu cara a cara e bateu, mas só não marcou por causa do goleiro alvinegro. Mas no lance seguinte o camisa 10 não perdoou. Depois de receber de Fontes em contra-ataque, ele driblou a marcação e tocou na saída do goleiro para abrir o placar. A vantagem ficou ainda maior quando Juan bateu forte e rasteiro para marcar o segundo e fazer o Toro Loko descer para os vestiários com 2×0.

E no segundo tempo bastaram apenas três minutos para Arthur, o artilheiro do campeonato, aparecer. O camisa 9 aproveitou cruzamento, dominou no peito e chutou forte para fazer o terceiro. A Ponte até ensaiou uma reação e descontou de cabeça após escanteio, mas no minuto seguinte Rafael ficou com sobre após chute de Arthur e fez o quarto. E ainda teve tempo para Arthur, de cabeça, fechar a goleada e marcar seu segundo gol na partida.

Se com o Sub-15 foi quase tudo perfeito, com o Sub-17 não aconteceu a mesma coisa. Apesar de começar assustando com Nathan em chute de longe defendido pelo goleiro da Ponte, a equipe saiu atrás do placar após sofrer gol em cabeçada dos donos da casa.

Mesmo assim, o Toro Loko não se abalou e quase empatou com Felipe, que soltou a bomba e quase marcou, e com Nathan, em chute rasteiro após boa trama do ataque. Na segunda etapa o jogo ficou mais morno, e as equipes pouco criaram, e o Red Bull Brasil saiu de campo com a primeira derrota na competição.