Campeonato Paulista 2015

30.03.2015

Em noite histórica, Red Bull Brasil lança hino e vence o Palmeiras em Campinas

Com gols de Lulinha e Fabiano Eller, Toro Loko bateu o time paulista em casa por 2 x 0

O dia 29 de março de 2015 não será esquecido tão cedo por jogadores e torcedores do Red Bull Brasil. No dia em que recebeu pela primeira vez o Palmeiras no estádio Moisés Lucarelli, em Campinas, o Toro Loko venceu o time paulista por 2 x 0 e ainda coroou a noite com uma apresentação de MC Guimê no intervalo para o lançamento oficial do hino do clube.

Com 7.355 torcedores presentes no estádio Moisés Lucarelli, o clima era de festa nas arquibancadas. Dentro de campo, no entanto, o Red Bull Brasil mostrou logo nos primeiros minutos que não estava para brincadeira.

O primeiro gol do Toro Loko saiu aos 19 minutos da primeira etapa. Em rápido contra-ataque puxado por Éverton Silva, o camisa sete deu ótimo passe e deixou Lulinha na cara do gol. O meio-campista pegou de primeira e abriu o marcador.

E foi dos pés de Lulinha que começou a jogada do segundo gol do Red Bull Brasil. Aos 33 minutos, o camisa dez cruzou da esquerda para o capitão Fabiano Eller, que cabeceou forte para ampliar a vantagem.

No intervalo da partida, MC Guimê garantiu a diversão dos torcedores. O cantor abriu o seu pocket show com a já famosa País do Futebol e encerrou a apresentação cantando pela primeira vez o hino do Red Bull Brasil. O video clipe também será apresentado na próxima semana pela site hinoredbull.com.br.

O segundo tempo pode não ter tido gols, mas emoção também não faltou. Em desvantagem no placar, o Palmeiras tentou sair mais para o jogo, criou boas oportunidades, mas parou nas mãos do goleiro Juninho. Já o Red Bull Brasil manteve a mesma intensidade do primeiro tempo, conseguiu segurar a equipe palmeirense e garantir os três pontos.

Com o resultado, o Toro Loko reassume a segunda colocação do grupo 1 do Campeonato Paulista, com 21 pontos, e segue na zona de classificação para a próxima fase. A equipe volta a campo no próximo sábado (04/03) para enfrentar a Portuguesa, na cidade de Bragrança Paulista.

ABRE ASPAS: O TÉCNICO MAURICIO BARBIERI

“É normal para quem não acompanha o trabalho de perto que possa gerar uma desconfiança sobre nossa equipe, até porque é o primeiro ano do time na elite. O importante é que o grupo entendeu que podíamos conquistar esta vitória sobre o Palmeiras. Fiquei muito feliz com o desempenho dos atletas neste confronto com o Palmeiras. Mas a gente precisa manter os pés no chão e conquistar esta classificação”

ABRE ASPAS: O MEIA-ATACANTE LULINHA

“Hoje foi uma vitória muito importante para conquistar nossa classificação. Uma vitória que mostra a força do nosso grupo. É sempre importante marcar, principalmente por ser um time grande como o Palmeiras. Concordo que fizemos uma das melhores apresentações do campeonato. Precisamos continuar nesta mesma pegada para o restante do Paulistão”

FUTEBOL ARTE
A partida deste domingo teve mais uma atração especial. O grafiteiro Gustavo Nénão mostrou a sua arte ao público ao pintar uma grande tela na arquibancada do estádio durante os 90 minutos. Os mascotes dos dois clubes foram os personagens escolhidos por Nénão para ilustrar o desenho.

FICHA TÉCNICA
RED BULL BRASIL 2 X 0 PALMEIRAS

Local: Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas (SP)
Data/Hora: 29/03/2015 – às 18h30, domingo
Árbitro: Leonardo Ferreira Lima
Assistentes: Fábio Rogério Baesteiro e Osvaldo Apipe de Medeiros
Público/Renda: 7.355 – R$ 198.540,00
Gols: Lulinha, aos 19’1ºT, Fabiano Eller, aos 33’1ºT (RED BULL BRASIL);
Cartões amarelos: Samuel, Gustavo Scarpa, Carlinhos, Juninho (RED BULL BRASIL); Tobio (PAL)

RED BULL BRASIL: Juninho; Jonas, Anderson Marques, Fabiano Eller e Samuel; Willian Magrão, Carlinhos (Raul, aos 40’2ºT), Lulinha (Gustavo Scarpa, aos 17’2ºT); Edmilson, Marcelo e Éverton Silva (Romário, aos 20’2ºT). Técnico: Mauricio Barbieri

PALMEIRAS: Fernando Prass; Lucas, Tobio, Victor Hugo e Zé Roberto (Victor Luis, aos 12’2ºT); Arouca, Gabriel, Robinho (Alan Patrick, aos 30’2ºT), Dudu, Rafael Marques; Cristaldo (Gabriel, aos 13’2ºT). Técnico: Oswaldo de Oliveira

Veja os Melhores Momentos:

Veja as imagens da partida: